Se é pra perder, perde um só: as representações sociais do consumo em situações de violência na Cidade do Rio de Janeiro

Nome do/a aluno/a: Camilla Ramos de Lima Chagas Cristino

Orientador/a: Ricardo Vieiralves de Castro

Ano: 2019

Banca: Prof Dr Ricardo Vieiralves de Castro (Orientador) Instituto de Psicologia da UERJ; Prof Dr Luiz Fernando Rangel Tura Faculdade de Medicina – UFRJ; Prof Dr Marcelo Henrique da Costa Instituto de Psicologia – Universidade Veiga de Almeida

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo identificar as representações sociais do consumo em situações de violência na cidade do Rio de Janeiro. A primeira parte desta dissertação trata de contextualizar e debater os conceitos sobre o ato de consumir, considerando suas mudanças, identificando os sujeitos como consumidores, definindo seus processos de escolhas de produtos e/ou serviços e qualificando o ato de consumir como um indicador das segregações e hierarquizações de classe. No segundo capítulo desta dissertação é explicitado o campo teórico escolhido para nortear a pesquisa empírica e a análise dos dados. A Teoria das Representações Sociais, assim como desenvolvida por Moscovici (1961 – 2012) é o referencial teórico principal para a abordagem do objeto, tendo sido estabelecido um diálogo com autores das ciências humanas e sociais, em especial Bauman (2008). Foram 60 sujeitos da pesquisa, todos moradores da cidade do Rio de Janeiro, e com renda familiar superior a 10 salários mínimos, conferindo capacidade de consumir objetos. Os sujeitos da pesquisa foram submetidos a um questionário com perguntas abertas e fechadas e o tratamento dos dados seguiu a análise por frequência e a metodologia de análise de conteúdo, assim como estabelecida por Bardin (1977). Também 30 sujeitos foram expostos a 10 imagens de cenas do cotidiano não estereotipadas que ao serem narradas pelos sujeitos permitiram colaborar para a melhor análise dos dados, evitando constrangimentos das convenções sociais estabelecidas. Os resultados da pesquisa estabelecem que há um conhecimento socialmente construído e compartilhado sobre o ato de consumo em ambientes hostis e que eles desenvolvem estratégias, significações e modos de viver.

Link da biblioteca: http://catalogo-redesirius.uerj.br/sophia_web/index.asp?codigo_sophia=272264

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa de Pós-graduação em Psicologia Social

Anna Paula Uziel – Coordenadora do PPGPS

Laura Cristina de Toledo Quadros – Coordenadora Adjunta do PPGPS
 

ppgps.uerj@gmail.com Tel: (21) 2334-0236 – Fax: (21) 2334-0216

Rua São Francisco Xavier, 524/10º andar, sala 10.009, bloco F – Maracanã, Rio de Janeiro, CEP 20550-013
Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Instituto de Psicologia UERJ

%d blogueiros gostam disto: