Medindo Almas: uma análise fenomenológico-hermenêutica sobre o uso dos testes psicológicos no Brasil

Nome do/a aluno/a: Victor Portavales Silva

Orientador/a: Ana Maria Lopez Calvo de Feijoo

Ano: 2019

Banca: Profª. Drª. Ana Maria Lopez Calvo de Feijoo (Orientadora) Instituto de Psicologia – UERJ; Profª. Drª. Laura Cristina de Toledo Quadros Instituto de Psicologia – UERJ; Profª. Drª. Myriam Moreira Protásio Instituto de Psicologia Fenomenológica Existencial do Rio de Janeiro – IFEN

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo empreender um exercício de pensamento acerca da utilização dos testes psicológicos e sua relação com a técnica moderna. Para tanto, serão realizados três movimentos, inspirados na fenomenologia-hermenêutica, sobretudo na ideia de destruição fenomenológica (Destruktion), de Martin Heidegger. O movimento inicial consiste em uma reconstrução dos sentidos presentes na utilização dos testes psicológicos, resgatando os aspectos formais e prescritivos relacionados à prática, bem como os discursos hegemônicos sobre o tema. Essa reconstrução visa desvelar o sentido tomado pela prática da mensuração psicológica em nosso tempo. O movimento seguinte será de desconstrução, na qual será realizada uma genealogia do uso dos testes desde o início da mensuração psicológica no Brasil. Será iniciado então o terceiro momento, de ampliação de horizonte, em que caminharemos rumo às possibilidades de aproximação entre os testes psicológicos e a psicologia fenomenológico-existencial, que posiciona-se de modo crítico frente à técnica moderna e seus desdobramentos do campo da psicologia. Para isso, iremos realizar uma revisão de casos clínicos dessa perspectiva psicológica em que esteja presente o uso de testes psicológicos, para verificar que fundamentos sustentam essa utilização. Em conclusão, retomaremos as noções de serenidade (Gelassenheit), de Martin Heidegger, e a noção de paciência, de Søren Aabye Kierkegaard, como outros modos possíveis de utilização dos testes em uma perspectiva fenomenológico-existencial.

Link da biblioteca: http://catalogo-redesirius.uerj.br/sophia_web/index.asp?codigo_sophia=265039

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa de Pós-graduação em Psicologia Social

Anna Paula Uziel – Coordenadora do PPGPS

Laura Cristina de Toledo Quadros – Coordenadora Adjunta do PPGPS
 

ppgps.uerj@gmail.com Tel: (21) 2334-0236 – Fax: (21) 2334-0216

Rua São Francisco Xavier, 524/10º andar, sala 10.009, bloco F – Maracanã, Rio de Janeiro, CEP 20550-013
Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Instituto de Psicologia UERJ

%d blogueiros gostam disto: