GRUPOS DE PESQUISA

O corpo permanente do PPGPS, no momento, possui 17 grupos de pesquisa e Laboratórios:

 

  1. Núcleo de Estudos em Trajetória e Desenvolvimento Profissional – APRIMORA, busca compreender especificidades dos percursos de trabalhadores de diferentes categorias ocupacionais, bem como investigar modelos com variáveis antecedentes, consequentes, moderadoras e mediadoras do desenvolvimento profissional. Para tanto, atua na construção e no teste de validade de instrumentos de mensuração, bem como na testagem de modelos empíricos em amostras de trabalhadores autônomos ou com vínculo empregatício, bem como em amostras de estudantes universitários. Como exemplos de variáveis incluídas nesses modelos podemos citar autoeficácia, criatividade, resiliência, desempenho profissional, planejamento e adaptabilidade de carreira, satisfação no trabalho, graus de escolaridade, participação em cursos de formação profissional, estratégias de aprendizagem, práticas de gestão de pessoas, estilos de liderança e desenho do trabalho. Também investigamos atravessamentos de gênero e raça/etnia nas trajetórias profissionais de públicos diversificados. Os resultados das pesquisas são frequentemente apresentados em congressos nacionais e internacionais e geram publicações em artigos, capítulos de livro, cartilhas e outros produtos técnico-tecnológicos, além de apresentados em congressos nacionais e internacionais.

Docente: Luciana Mourão

FACEBOOK-https://www.facebook.com/N%C3%BAcleo-Aprimora-104423461575062/?view_public_for=104423461575062

LINKEDIN – https://www.linkedin.com/company/nucleo-aprimora

TWITTER – https://twitter.com/Aprimora3/status/1361714118345060352

INSTAGRAM – https://www.instagram.com/nucleoaprimora/

RESEARCH GATE – https://www.researchgate.net/lab/Aprimora-Nucleo-de-Pesquisas-em-Trajetoria-e-Desenvolvimento-Profissional-Luciana-Mourao


  1. Laboratório Desenvolvimento Socioemocional e Parentalidade – O grupo de pesquisa Desenvolvimento Socioemocional e Parentalidade se dedica a estudos e iniciativas voltados para questões ligadas ao desenvolvimento socioemocional e à parentalidade em sentido amplo, sendo constituído por seis linhas de atuação: desenvolvimento socioemocional, bases neurais e contexto; parentalidade; contextos de desenvolvimento; comportamentos pró-sociais e ontogênese; autonomia e interdependência; e, interações iniciais. Atividades regulares restritas aos componentes do grupo, mas cuja existência pode ser divulgada são reuniões de discussão teórico-metodológica, encontros com outros pesquisadores nacionais e internacionais, grupos de estudo de textos e temáticas diversos. Asatividades regulares abertas ao público em geral são palestras com professores e pesquisadores visitantes (por inscrição junto aos organizadores, membros do grupo) divulgadas em redes sociais

Docentes: Deise M. L. Fernandes Mendes, Maria Lucia Seidl-de-Moura, Luciana F. Pessôa (PUC-Rio)

REDES SOCIAIS: link  dgp.cnpq.br/dgp/faces/grupo/identificacao_grupo.jsf


  1. Laboratório de História e Memória da PsicologiaClio-Psyché – O Laboratório desenvolve, desde 1998, projetos de pesquisa e extensão que tratam, mediante diferentes formas e abordagens, da história dos saberes e das práticas psicológicas no Brasil, com interlocução com esta história em outros países da América Latina, principalmente a Argentina.  Pesquisas já percorreram o interesse médico pelo conhecimento psicológico no século XIX, a presença feminina na Psicologia, as relações de diferentes religiões (catolicismo, protestantismo, espiritismo, religiões afro) com a Psicologia, a Psicologia no Exército Brasileiro etc. Como extensão, temos um projeto de difusão da história da psicologia por meio de redes sociais (site, youtube, facebook e instagram), um projeto que visa articular cinema e história (Cine Clio-Psyché), além da oferta de cursos de extensão de curta duração (em média 5 cursos por ano). Estamos planejando a criação de um curso de Especialização em História da Psicologia no Brasil, objetivando a formação de docentes nesta área. Em 2020, realizou o evento XIV Encontro Clio-Psyché, totalmente online, que teve uma excelente afluência tanto de brasileiros quanto de pesquisadores e estudantes de outros países, principalmente latinos. Houve também uma pequena participação de Canadá e Espanha. No total, 470 participantes. O Encontro encontra-se disponível em nosso canal no youtube.

Docentes: Ana Maria Jacó Vilela, Filipe Degani Carneiro, Alexandre de Carvalho Castro (CEFET), Maira Allucham Vasconcellos (Estácio), Adriana Amaral do Espírito Santo (Estácio).

SITE:  www.cliopsyche.uerj.br

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/clio.psyche/?igshid=1v7khaoqw0xcp

FACEBOOK: https://www.facebook.com/cliopsyche

CANAL YOUTUBE: www.youtube.com/cliopsyche


  1. Laboratório de Medidas da Psicologia – O Laboratório de Medidas da Psicologia (LABMEDI) foi criado em 2011 no Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. O LABMEDI está vinculado ao Departamento de Cognição e Desenvolvimento e ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social. O LABMEDI desenvolve pesquisas quantitativas e, em especial, investe na construção e adaptação de medidas em diversas variáveis psicológicas.  Realiza reuniões de equipe semanais por meio de Skype, onde ocorrem apresentações de pesquisas de docentes e doutorandos de diversas IES. A programação é publicada com antecedência no facebook e instagram.

Docentes: José Augusto Evangelho Hernandez e Simone Cagnin

SITE: https://labmedi.wixsite.com/meusite

FACEBOOK : https://www.facebook.com/labmedi.uerj

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/labmediuerj/?igshid=1f6o4g3gv0c5w

CANALYOUTUBE:https://www.youtube.com/channel/UCKXGF7DYKl-lpC0thGBqSqw


  1. DEGENERA – Núcleo de Pesquisa e Desconstrução de Gêneros (está cadastrado como Grupo de Pesquisa no DP do CNPq, e como Laboratório na UERJ, vinculado ao IP). Reúne pesquisadoras/es e estudantes com interesse em questões relacionadas a sexualidades, gênero, subjetivação e política, a partir do referencial dos estudos feministas e de gênero, em perspectivas interseccionais. Tem como principal objetivo discutir as sexualidades e os gêneros pautando sua desnaturalização, pesquisando e propondo formas não sexistas de produzir saberes. Realiza atividades restritas aos componentes do grupo, como Seminários de Pesquisa quinzenais; Grupo de Estudos e outras atividades regulares abertas ao público em geral, divulgadas nas redes sociais do DEGENERA.

Docentes: Amana Rocha Mattos (UERJ/PPGPS) – coordenadora; Alexandra Cleopatre Tsallis (UERJ/PPGPS); Fabia Monica Souza dos Santos (UFF); Fabio Alves Gomes de Oliveira (UFF); Giovanna Marafon (UERJ); Jacqueline Ribeiro Cabral (UFF); Lia Vainer Schucman (UFSC); Lucia Gonçalves de Freitas (UEG)

SITE. https://degenerauerj.wordpress.com/ ;

INSTAGRAM:  https://www.instagram.com/degenera.uerj/ ;

FACEBOOK: https://www.facebook.com/DegeneraUerj

CANALYOUTUBE:  https://www.youtube.com/channel/UCTz3lKz1BnYIJguFbqikMbA


  1. GEPSID – Grupo de Estudos e Pesquisas Subjetividades e Instituições em Dobras (cadastrado como grupo de pesquisa do CNPq)O GEPSID busca produzir coletivamente, a partir de uma Psicologia Social crítica e engajada, conhecimentos teóricos e práticos que garantam a liberdade e a justiça e combatam a desigualdade, com o objetivo de fortalecer o engajamento e a relação da Psicologia Social com outras áreas das ciências sociais e humanas, bem como com movimentos sociais. Sexualidade, Gênero e Corpo são temas transversais aos eixos. Como atividades regulares restritas aos componentes do grupo, realiza reuniões periódicas das três linhas de trabalho do grupo (Parentalidades e Família; Justiça, Violência e Privação de Liberdade; Saúde, Corpos, Subjetividades). Realiza reuniões periódicas com as/os integrantes das pesquisas em curso; reuniões mensais dos grupos de estudos do eixo Sistema de Justiça, Violência e Privação de Liberdade e do eixo Parentalidades e Famílias; reuniões semanais do grupo de orientação de discentes de mestrado e doutorado vinculadas/os ao grupo. Como atividades regulares abertas ao público em geral realizam: defesas de mestrado e doutorado de discentes vinculadas/os ao grupo, divulgadas nos sites dos programas de pós-graduação onde são defendidas as dissertações e teses e transmitidas pelo youtube; Lives nas redes sociais do GEPSID e de instituições parceiras, que permanecem disponíveis nos referidos canais; O “Dobrando em Cenas” – Cineclube GEPSID, com exibição de filmes/documentários e debates abertos ao público. O cineclube foi interrompido durante o período de pandemia e deverá ser retomado assim que possível.

Docentes: Anna Paula Uziel (PPGPS/UERJ); Aureliano Lopes da Silva Junior (UFRRJ); Claudia Carneiro da Cunha (PPGPS/UERJ); Daniele Andrade Silva (UCB); Gabriela Salomão Alves Pinho (IFRJ); Fabiane de Souza Vieira (Unigranrio); Jimena de Garay Hernández (PPGPS/UERJ); Martinho Silva (IMS/UERJ); Patrícia Castro de Oliveira e Silva (Unigranrio); Thiago Benedito do Livramento Melício (IP/UFRJ); Eduardo Saraiva (UNISC).

SITE: www.gepsid.com.br

FACEBOOK: www.facebook.com/gepsid

INSTAGRAM: www.instagram.com/gepsid

CANAL YOUTUBE: www.youtube.com/gepsid

FACEBOOK – www.facebook.com.br/prodin.uerj


  1. DERA – Desafios emocionais e relacionais na adolescência e adultez emergente – Realiza estudos e pesquisas para desenvolver estratégias de enfrentamento emocional e relacional para adolescentes e jovens adultos. Nosso preparo como equipe, além da atualização e estudo dos temas pertinentes, para executarmos nossos projetos de pesquisa, implica o desenvolvimento de estratégias de divulgação nas redes sociais, com foco na elaboração do conhecimento científico, trabalhando habilidades como a da escrita e a da apresentação oral pelos membros que executam o projeto DERA. Sendo construída uma forma específica de atuar apresentada em congressos nacionais e internacionais. Visando a expansão desse modo de atuação está sendo iniciado um curso de aperfeiçoamento em práticas psicoeducativas.

Docente: Edna Lucia Tinoco Ponciano (UERJ/PPGPS)

CANAL NO YOUTUBE – DERA (bit.ly/derayoutube; bit.ly/derayoutube)

INSTAGRAM – @derauerj


  1. Laboratório de Relações Interpessoais e Contextos Educativos – No site estão descritas as pesquisas e seus respectivos participantes, membros efetivos, aqueles que participam atualmente do laboratório e os egressos, que se titularam vinculados ao Laboratório, mas que hoje não participam mais efetivamente. Estão disponíveis na integra todos os trabalhos de pesquisa concluídos, sejam dissertações de mestrado ou Teses de doutorado, artigos, capítulos de livros, capa dos livros e produtos técnicos, como as cartilhas por exemplo. Na aba de eventos estão expostas fotos de congressos, seminários e simpósios de que participamos com a apresentação de trabalhos, eventos de lançamento de livros e fotos de defesas de dissertações e Teses. Em inserção social estão as programações para a comunidade em geral; os Treinamentos de Habilidades Sociais, Ciclos de palestras, oficinas e lives. Em vídeos disponibilizamos aulas, vídeos instrucionais sobre conceitos, temas de pesquisa etc. Tem como tema principal o estudo de como as relações interpessoais se estabelecem nos mais variados contextos especialmente os educativos. Oferece atividades regulares de pesquisa e extensão tais como organização de eventos, oficinas e mini cursos, além da publicação de artigos, redação de capítulos de livros. Em 2020 abriu a oficina de ansiedade para estudantes universitários, Oficina de gestão do tempo para estudantes universitários e realizou a I jornada de metodologia qualitativa.

Docente: Adriana Benevides Soares (PPGPS/UERJ)

SITE: https://labrelacoes.wordpress.com/

INSTAGRAM: (@labrelacoes

FACEBOOK:  https://www.facebook.com/lab.relacoes

CANALYOUTUBE: https://www.youtube.com/channel/UCsA0j9MZlKSk9T13GflNuOQ


  1. Laboratório de Neurociências, Cognição e Comportamento – O Laboratório de Neurociências, Cognição e Comportamento é um centro de estudos nas diversas interfaces entre as Neurociências e a Psicologia a partir das abordagens cognitivistas e comportamentalistas. Suas pesquisas versam sobre questões associadas aos processos de pensamento como: atenção, percepção, memória e funções executivas, bem como sintomas de declínios cognitivos em idosos, desenvolvimento das funções cognitivas em crianças e adolescentes e as repercussões das emoções nas dimensões neuropsicofisiológicas dos comportamentos, usando métodos de coletas de dados de variabilidade cardíaca, resposta galvânica da pele e métodos computadorizados de mensuração de construto latente. A pesquisa “Relação entre saúde mental e indicadores psicossociais em indivíduos em quarentena devido à pandemia de COVID-19 no Brasil”, desenvolvida pelo Laboratório, visa conhecer as dimensões psicossociais e cognitivas envolvidas na sintomatologia de depressão, ansiedade e estresse em brasileiros durante a pandemia de COVID-19.

Docentes: Alberto José Filgueiras Gonçalves (PPGPS/UERJ), Carlos Eduardo Norte (PPGPS/UERJ), Vitor de Castro Gomes (UERJ).

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/lancc.uerj/


  1. GENI – estudos de gênero e sexualidade – As investigações do geni objetivam compreender como determinadas redes discursivas são agenciadas e articuladas na produção de subjetividades e(m) cotidianos da educação e(m) saúde. No rastro de problematizações acerca da produção de regimes de verdade, articulamos análises interseccionais sobre corpo, gênero, sexualidade, gerações e raça/etnia, entre outros marcadores sociais de identidade e diferença. As pesquisas(-in[ter]venções) que integram o grupo discutem os efeitos (hetero)cisnormativos da constituição dos modos de vida na (trans)contemporaneidade, tomando como lócus privilegiado de investigação práticas-saberes da/ na cultura, através das seguintes linhas de investigação: 1) Gênero, diversidade sexual e geração/idade; 2) Pedagogias de gênero e da sexualidade; 3) Políticas queer e [trans]contemporaneidade; e 4) Gênero e sexualidade nas políticas públicas. O grupo conta com colaboradorxs de outras IES no Brasil e Exterior e está vinculado do Programa de Pós-Graduação em Educação e ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e conta com financiamentos da FAPERJ, CNPq e da CAPES. Desenvolve atividades regulares restritas aos componentes do grupo como encontros semanais para Seminários de Pesquisa e demais atividades formativas e de produção de conhecimento. Realiza também atividades regulares abertas ao público em geral: possui um curso de extensão denominado GSE – Grupo de Estudos em Gênero, Sexualidade e Envelhecimento nos Cotidianos da Educação e/m Saúde, dirigido a profissionais das áreas da educação, saúde e assistência social.

Docente: Fernando Altair Pocahy

SITE:  https://geniuerj.wixsite.com/geni


  1. Laboratório de Fenomenologia e Estudos em Psicologia Existencial (LAFEPE) – Tem como objetivo constituir-se como um centro de referência nos estudos sobre o método fenomenológico, filosofias da existência com repercussões na prática da Psicologia. Como resultado de nossos estudos e pesquisas criamos um Núcleo de atendimento clínico (NAC) a pessoas que pensam em Suicídio e durante a pandemia criou-se um núcleo de atendimento clínico a pessoas enlutadas por suicídio e por Covid-19. Realiza grupos de estudo, pesquisa e discussões de situações clínicas. Reuniões e encontros com outros estudiosos da perspectiva. Divulga eventos e em 2020 colaborou com o IV Congresso Lusobrasileiro de Práticas clínicas.

Docentes: Ana Maria Lopez Calvo de Feijoo

SITE: www.lafepe.com.br


  1. LED – Laboratório de Psicologia do Desenvolvimento Humano – O Laboratório congrega cinco linhas de pesquisa que desenvolvem trabalhos na interface da Psicologia do Desenvolvimento com a Psicologia Social, Clínica, Cognitiva e Educacional/Escolar. As pesquisas realizadas oferecem subsídios metodológicos e teóricos não só para formação e prática em Psicologia, mas para disciplinas de áreas afins, especialmente na educação e na saúde. Como atividades regulares restritas aos componentes do grupo são desenvolvidos: grupo de estudos, orientação, pesquisas (estudos sobre saúde mental e envelhecimento) e extensão (organização de eventos científicos, lives e serviços psicológicos para a comunidade) os discentes vinculados ao grupo. As atividades voltadas ao público em geral são periodicamente divulgadas nas mídias sociais e consistem em lives, palestras, eventos científicos e serviços psicológicos voltados à comunidade.

Docentes integrantes: Vanessa Leme (PPGPS/UERJ), Marcia Mota (PPGPS/UERJ), Patrícia Lorena (PPGPS/UERJ), Edna Ponciano (PPGPS/UERJ) e Heloísa Ferreira (PPGPS/UERJ).

SITE: www.ledpsi.com.br/


  1. Laboratório Territórios Sociais – (também registrado como Grupo de Pesquisa CNPq) Grupo de pesquisas sobre comunidades e as especificidades de seus territórios. As pesquisas são voltadas para os significantes de cultura, sociedade e as particularidades de seus habitantes. Pesquisas relativas a Refugiados que deram entrada na cidade do Rio de Janeiro e são registrados na CARITAS Realiza reuniões e participação em Grupos de Estudo e em 2020 realizou o VIII Colóquio Internacional Fronteiras Abertas para Arte, Música e Responsabilidade Social transmitido pelo canal IP/UERJ.

Docentes: Regina Andrade (PPGPS/UERJ) – coordenadora; Andreya Mendes de Almeida Scherer Navarro (Universidade Cândido Mendes); Cibele Mariano Vaz de Macêdo (Universidade Ibirapuera); Jovelina Maria Oliveira dos Reis (Universidade Federal do Maranhão); Maria da Conceição Furtado Ferreira (Universidade Federal do Maranhão); Sônia Lucia Bahia Ferreira (Universidade Federal da Bahia).

Os eventos realizados pelo Laboratório estão nas mídias sociais

FACEBOOK: www.facebook.com/fronteirasediversidades; www.facebook.com/fronteirasabertasamericalatina/

SITE: https://fronteiras2015.wixsite.com/coloquio ; www.coloquiointernacional.com.br


  1. ISocialMente – Interação Social na Construção da Mente – Busca-se investigar o raciocínio, de natureza moral, utilizado em situações que configuram dilemas sociais. Neste momento estão sendo elaboradas situações, inspiradas em notícias cotidianas, adaptadas, para serem levadas a grupos de pessoas que queiram participar desse projeto. A ideia é identificar, nas pessoas, os aspectos que estão por trás de suas tomadas de decisões em problemas que envolvem conflito.

Docente: Angela Donato Oliva

FACEBOOK: https://www.facebook.com/latccuerj/

INSTAGRAM: https://instagram.com/latccuerj?utm_medium=copy_link


  1. LABORE – O Labore foi criado em 2000, com o objetivo de reunir pessoas e esforços acadêmicos ao redor de projetos pautados pela contemporaneidade e orientados para a ética, a humanidade e a justiça social. Polêm!ca, nosso primeiro produto e a primeira revista eletrônica da Uerj, foi criada, inicialmente, com o propósito de divulgar o resultado destes esforços. Expandimos e, hoje, divulgamos o que pensam autores do Brasil inteiro sobre aquilo que mais nos inquieta. Este é um espaço desenvolvido, para que sejam pensadas as questões que mais atingem ao Brasil e ao mundo, quando se trata de crescimento humano. Sob o lema “as nossas certezas serão sempre provisórias”, o Labore tem a marca do bom humor e do pensamento livre, comprometido apenas com o bem estar das pessoas. Ousar sem abusar é o que nos levará adiante.
    Um grupo formado por pessoas pensando livre e solidariamente, por um mundo mais justo.

Docentes: Ricardo Vieiralves de Castro (PPGPS/UERJ), Ana Lúcia Novais Carvalho (UFF), Marcelo Henrique da Costa (UVA),

SITE: http://www.labore.uerj.br/

FACEBOOK: www.facebook.com/laboreuerj


  1. Laboratório Gestáltico e Laboratório Artesanias de vida – Enfatiza o conhecimento sensível conectado a vida vivida, buscando aprofundar e validar o cotidiano como produtor de conhecimento. Composto por diferentes projetos de extensão e pesquisa apoiados na abordagem gestáltica e na Teoria ator-rede , atua nas temáticas de estudos acerca da exclusão tanto no que tange ao sofrimento quanto o que emerge como potência, tendo como campo de pesquisa-intervenção, jovens mulheres, crianças e adolescentes abrigadas, pessoas em situação de refúgio.  Compõem o laboratório 8 estudantes de pós e 10 de graduação. Como atividades regulares restritas temos as reuniões semanais de estudos e organização de atividades; Como atividades abertas, temos as defesas e qualificações de tess e dissertações, lives e oficinas periódicas abertas ao público em geral. Em 2020 mantivemos como atividades permanentes o “Vozes da quarenta”, com compartilhamento de experiências do confinamento, Rodas de conversa quinzenais abertas aos estudantes universitários, desenvolvemos uma cartilha de atividades lúdicas e expressão ´de sentimentos através da arte com alcance de quase mil visualizações entre acessos e compartilhamento, além de 2 lives junto com o projeto parceiro institucional “Psicologia Presente!”

Docentes: Eleonôra Prestrelo (UERJ); Laura Quadros (PPGPS/UERJ); Luciana Cavanellas (FIOCRUZ); Débora Lomba (USU).

SITE:  http://www.laboratoriogestaltico.uerj.br

INSTAGRAM:  @laboratoriogestaltico  ; @comtextos_uerj

FACEBOOK-https://www.facebook.com/laboratoriogestaltico/; https://www.facebook.com/COMtextosArte/

CANAL YOUTUBE

https://www.youtube.com/channel/UCZWWyGAoSsThJ3y2q8BnoqQ


  1. O Laboratório afeTAR é uma Unidade de Desenvolvimento Tecnológico (UDT) vinculada ao Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Tem parceria com várias Universidades (Universidade de Aveiro / Portugal, Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal de Alagoas, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Universidade Federal de Pelotas), com organizações não governamentais (Rede Cidadã) e associações escolares sem fins lucrativos (Escola Waldorf Michaelis e Jardim São João). Conta com uma equipe de estudantes de graduação em psicologia, mestrado, doutorado e pesquisadores/as voltados para a pesquisa de ações inovadoras que permitam a criação, bem como o desenvolvimento de tecnologias sociais. O afeTAR está envolvido em áreas tais como: cuidados paliativos, saúde mental, deficiência, relações étnico-raciais, infância e cidade, educação, autogestão, entre outros. Com o amparo teórico-metodológico da Teoria Ator-Rede (TAR), o laboratório se propõe a caminhar na contramão de um tempo de vivências aceleradas e instantâneas, apostando na importância de se demorar na experiência de afetação, vivenciando-a em sua potência como aquilo que nos passa, nos toca, nos marca e nos faz-fazer. Desse modo, faz parte da aposta metodológica pensar as afetações como possibilidade outra de dialogar com o mundo.

Docentes: Alexandra Tsallis (PPGPS/UERJ), Ronald Arendt (PPGPS/UERJ), Marcia Moraes (UFF), Marilia Silveira (UFAL), Giovana Luczinsky (UFPEL).

Link de acesso às nossas redes sociais

https://linktr.ee/laboratorioafetar

Links separados

Youtube https://www.youtube.com/c/LaboratórioafeTAR

Instagram https://www.instagram.com/laboratorioafetar/

Podcast https://open.spotify.com/show/5zxI23Zj9Bxz9jok62tMOH

Facebook https://www.facebook.com/LaboratorioafeTAR

 

Programa de Pós-graduação em Psicologia Social

Anna Paula Uziel – Coordenadora do PPGPS

Laura Cristina de Toledo Quadros – Coordenadora Adjunta do PPGPS
 

ppgps.uerj@gmail.com Tel: (21) 2334-0236 – Fax: (21) 2334-0216

Rua São Francisco Xavier, 524/10º andar, sala 10.009, bloco F – Maracanã, Rio de Janeiro, CEP 20550-013
Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Instituto de Psicologia UERJ